IMG-3192.JPG

AUTO HEMOTERAPIA, VOCÊ CONHECE??

A auto-hemoterapia é uma técnica simples de aumentar a imunidade retirando o sangue venoso do paciente e reaplicando no músculo. Esta manobra “engana” o sistema imunológico e faz com que os “macrófagos” (vamos dizer que são os “faxineiros” do nosso organismo) se multipliquem em 4X, ou seja, você vai estar naturalmente protegida, pois sua imunidade vai reagir contra possíveis patologias que existam ou possam acometer seu corpo.


A história da auto-hemoterapia começa há muitos anos atrás, na França, em 1911, e quem iniciou o tratamento com ela, foi o médico Dr. Francois Ravout, para tratar a febre tifoide. Em 1938, com o objetivo de encontrar uma terapia eficaz para infecção, a auto-hemoterapia voltou a ser utilizada, uma vez que nessa época ainda não havia a disponibilidade de antibióticos. Após resultados positivos, a técnica ficou conhecida por toda a Europa até a década de 1950, perdendo forças após a introdução de novos fármacos.


Na Europa, foram descritos resultados positivos do uso da técnica em casos de angiopatia diabética. Nesse tipo de auto-hemoterapia, o sangue removido era exposto ao ozônio antes de ser reintroduzido na região acometida, que, de acordo com relatos, levava a uma intensa dilatação local dos vasos, evitando-se a amputação dos pés, que é uma consequência dessa desordem.

No Brasil, o maior responsável pela divulgação da técnica é o Dr. Luiz Moura.
Dr. Moura começou a aplicar a auto-hemoterapia ainda como estudante de medicina, em 1943, quando entrou para a faculdade de medicina. O seu pai foi professor da mesma faculdade, e mandava retirar e aplicar sangue nos pacientes que operava para evitar infecção hospitalar.


A partir de 1976 passou a usar numa amplitude muito maior, graças a um médico, Dr. Floramante Garófalo, um ginecologista, que era assistente do diretor do hospital Cardoso Fontes em Jacarepaguá. O professor Garófalo, chegou se queixando de uma dor, uma dormência que sentia na perna quando fazia uma caminhada de 100 a 200 metros. Tinha que sentar na rua, no meio-fio porque não conseguia mais andar. O raio-X mostrou 10 (dez) centímetros de artéria entupida. A solução era fazer uma prótese. O Dr. Garófalo rejeitou a solução e disse: “quem vai me curar é a auto-hemoterapia”. E pediu que Dr. Moura aplicasse nele. No fim de 4 (quatro) meses sentia-se curado. Novo exame de  raio-X mostrou que não havia mais obstrução alguma.

Segundo as pessoas que fazem uso da técnica, a auto-hemoterapia ajuda no tratamento de uma série de doenças, como: doenças de pele, hipertensão, diabetes e esclerose múltipla. Existe uma lista com várias doenças que podem ser tratadas com essa técnica e as contra indicações são poucas: transplantes é uma delas...

Nos anos 80 foi muito utilizada para tratamento de acne, a resposta é excelente porque os macrófagos combatem a inflamação causada pelos “cravos” e “espinhas”, diminuindo o pus que se forma, combatendo assim o problema.


A maior resistência das pessoas com o tratamento, geralmente está ligado ao fato do medo de agulhas.

Depoimentos da página: Auto-hemoterapia - Meu sangue me cura

 

Quinta feira - 22 de outubro 2020


Oi pessoal! Vim contar um pouco dos benefícios da auto-hemoterapia pra mim!
Eu conheci a auto-hemoterapia através do Dr. Ronaldo João que em conversa informal, me contou que usa em si há 40 anos. Eu sou portadora de uma doença rara e degenerativa, a Distrofia muscular facio-escapulo-umeral (DM). Eu havia pedido a Deus uma luz pra ter mais esperança, já que a DM não tem cura. E logo na semana da conversa com Deus, o Dr. Ronaldo João me falou, e senti no coração que era minha resposta. Pois bem, não sei qual efeito a auto-hemoterapia tem sobre a DM (ainda tenho dores, mas creio que Deus vai curar) , mas logo de início, eu senti melhora na disposição, sentia muito sono e cansaço durante o dia. Outro benefício foi na psoríase, apesar de não ter grande manifestação, eu carrego a psoríase desde a infância e minhas unhas, eram onduladas e soltavam escamas, hoje são lisas e até ficam crescidas! Meu ciclo menstrual era intenso, longo, e eu passava muito mal, chegava ficar acamada por conta da dor de cabeça, hoje meu ciclo é curto, pouco e não sinto nenhum mal estar.


Minha pressão arterial já era controlada com remédios há uns dois anos, eu tomava 50mg de Losartana e 12 de clortalidona, com os meses da auto-hemoterapia avançando, minha pressão foi baixando e fui diminuindo a medicação até o ponto de não tomar mais nada. Hoje ela está normal e voltou a ser como quando eu era jovem! Ainda acompanho a pressão para ver se está tudo bem. Eu tinha sinusite e sofria no inverno, esse ano eu não tomei a vacina da gripe (todo portador de DM deve tomar), e passei um ótimo inverno, não tive nada. Desde março, passei a fazer auto aplicação por causa da pandemia. Dia 2 de dezembro, completarei um ano de auto-hemoterapia, e não pretendo parar nunca.

 

Daiane França.

Depoimento sobre Auto-hemoterapia para: Dermatose alérgica
Vantagens : Cura em 90%
Experiência: Em 2 meses de AH cura em 90%.
NILTON MANOEL DA SILVA
42 anos - Palhoça - SC - Brasil

Fontes:

https://www.dm.jor.br/opiniao/2017/02/dr-luiz-moura-uma-vida-de-cura-com-auto-hemoterapia/
http://www.hemoterapia.org/aht_hemoterapia_depoimentos.asp?p=3

Cintya Ramcke
Terapeuta Complementar de Saúde
CRT 50.698

@centrocurativocomplementar