Conheça seu Corpo

Um detalhe importantíssimo na análise da nossa imagem é o conhecimento do nosso corpo,
ou seja, o nosso biótipo.
Para isso olhe-se no espelho e faça suas medidas com uma fita métrica comum.

Como fazer a medição correta? Preste atenção na figura acima e pegue papel e caneta para as anotações. A parte do corpo a ser medida deve estar nua, sem a presença de materiais que possam alterá-la.


Circunferência de ombro – passe a fita métrica logo abaixo do começo do ombro. Algumas de vocês podem ter uma marca de vacina. É nesse ponto.


Cintura – apalpe seu quadril e vá subindo as mãos até encontrar as costelas. A parte macia entre essas estruturas ósseas é a sua cintura. Se restarem dúvidas, trata-se da parte mais estreita do seu corpo e costuma ser 2 ou 3 dedos acima do seu umbigo.


Quadril – coloque os pés juntos para a medição. A medida do quadril deve ser tomada na parte mais larga da sua extensão (bem na altura da virilha). Observe no espelho se o alinhamento está correto.


Tudo anotado? Então vamos ver em qual tipo de corpo você se aproxima.


Lembre-se: não importa se você está acima ou abaixo do peso. O que importa é a sua imagem!


Nesse artigo vamos dar ideias de como acentuar seus pontos fortes e esconder o que incomoda. Há vários tipos corporais e nosso objetivo é equilibrar a sua imagem de corpo.


Quanto mais proporcional, mais bonito!
Existem 5 tipos universais de tipo de corpo feminino: Triângulo Invertido, Triângulo, Retângulo, Ampulheta e Oval.

BIÓTIPOS OU TIPOS DE CORPO FEMININO

1. Triângulo Invertido – ex. Priscila Fantin, Sabrina Sato e Fernanda Lima.


Silhueta: ombros mais largos e quadril estreito (parece corpo de atleta profissional de natação). Geralmente as pernas são finas e a cintura pouco marcada.


Objetivo: balancear o volume entre os ombros e o quadril, ou seja, colocar mais volume na parte de baixo que na parte de cima.

Para valorizar o corpo. É preciso ressaltar as pernas e disfarçar os ombros e as costas largas.
Para deixar o visual mais equilibrado invista na região inferior do corpo e aproveite para apostar em calçados e acessórios chamativos, além de bolsas laterais que acrescentam volume nos quadris.


Evite:

 

  • Decote canoa e quadrado

  • Mangas diferenciadas e ombreiras

  • Estampas chamativas

  • Calça afunilada e cintura alta

  • Colar curto e brinco grande

Aposte:

 

  • Blusa com detalhe na vertical

  • Calça volumosa

  • Saia estampada

  • Decote em V

  • estido evasê

2. Triângulo - ex. Camila Pitanga e Paola Oliveira


Silhueta: quadril e coxas mais acentuadas do que os ombros. É comum ter culote, cintura fina e muitas curvas. É o corpo mais comum entre as brasileiras.


Objetivo: esconder o quadril e a coxa volumosa e aumentar a largura dos ombros. Chamar a atenção para a parte superior do corpo.

Evite:

  • Blusa frente única

  • Casaco na altura dos quadris

  • Calça afunilada

  • Saia balonê ou com babados

  • alça de cintura alta

Aposte:

 

  • Casaco curto

  • Blusa acinturada

  • Colares na altura do busto

  • Decote redondo, em V

  • Ombros estruturados

  • Calça reta e escura

  • aia evasê

3. Retângulo – ex. Gisele Bündchen e Fernanda Torres


Silhueta: ombro, quadril e cintura na mesma proporção.


Objetivo: criar formas dando ilusão de cintura

Evite:

 

  • Gola alta

  • Roupas largas

  • Cintura alta ou cós alto

  • Peças com modelagens muito retas

  • Estampas exageradas

Aposte:

 

  • Saia rodada

  • Vestido casaco

  • Calça flare

  • Peças com cintura mais baixa

  • Casacos acinturados

  • Tecidos fluidos e com textura

4. Ampulheta – ex. Juliana Paes e Sheron Menezzes


Silhueta: Ombros e quadris com as mesmas medidas (ou muito próximos) e cintura bem definida. É o mais proporcional que existe e o mais desejado pelas mulheres.


Objetivo: valorizar a cintura

Como é uma forma mais proporcional não há muitas restrições sobre o que usar. Aproveite mas sem exagero!


Evite:

 

  • Roupas muito soltas

  • Casacos sem cintura marcada

  • Peças estruturadas

  • Blazers curtos

Aposte:

 

  • Produções monocromáticas

  • Cintura alta e marcada

  • Faixas e cintos

  • Calças e saias leves

  • Vestidos transpassados

5. Oval – ex. Fabiana Karla e Preta Gil.


Silhueta: a cintura é predominantemente arredondada e é mais larga do que ombros e quadris.


Objetivo: criar a ilusão de uma falsa cintura

Para valorizar o seu corpo, é preciso disfarçar a barriga e evidenciar o colo e os braços. Além disso, você também deve valorizar as pernas porque elas alongam a silhueta! Invista em anéis e pulseiras para completar o look.


Evite:

  • Tecidos volumosos

  • Calça e blusas largas

  • Saia rodada

  • Sandália de tiras finas

  • Shorts curto

Aposte:

 

  • Decotes U e V

  • Saias e calças retas

  • Looks monocromáticos

  • Vestido com corte abaixo do busto

  • Blusas até a metade do quadril

Lembre-se: é muito difícil encontrar uma pessoa com formas perfeitas. Devemos, portanto, descobrir o nosso tipo de corpo e usar as ferramentas corretas criando a figura ideal, que é basicamente uma ilusão de ótica.


Beijos e até a próxima!

Veronica Scavone
Consultoria de Moda e Imagem – junho/2020