Pode ou não pode? Você se adequando a você

Numa das minhas visitas ao Instagram, encontrei @katiesturino, uma influencer que ajuda mulheres reais a navegar pelo mundo da moda. Sua conta mostra sugestões de como um guarda-roupa tamanho 44 pode ser tão legal quanto um tamanho 36. Ela, com sua #supersizethelook, usa fotos de celebridades para recriá-los a partir do seu próprio closet, mostrando que não se trata de quem o usa melhor e sim sobre mostrar às mulheres que estilo não tem tamanho.

Qual é item que você diz a si mesmo que não pode usar? Espero que essa matéria a inspire! Tente e dê a si mesma uma oportunidade!

 O jeans nosso de cada dia – hoje o jeans é obrigatório em qualquer guarda-roupa. Por ser tratar de uma peça prática e durável, pode ser usado em diversas ocasiões, como nos finais de semana, viagens, passeios e no dia a dia, em ambientes descontraídos.

Dica da consultora: camisas desabotoadas até o busto e o mom jeans, que é aquele jeans de cintura alta, alongam a silhueta.

O poder da terceira peça – blazers, casacos, coletes e cardigãs deixam seu look mais elegante, feminino e até mais magrinho.

Dica da consultora: o vão que se forma ao longo do corpo com as abas da terceira peça abertas  cria uma linha vertical que chama atenção para o centro, tirando a importância visual do restante. Isso ajuda a desenhar uma silhueta mais alta e magra.

●  A sempre poderosa saia de couro – elas são uma verdadeira explosão de poder. Elas ressaltam a energia e a força da mulher que a usa.

Dica da consultora: a silhueta curvilínea pode se beneficiar e muito desta peça sexy e
superfeminina. O modelo é ideal para disfarçar barriga e quadril, acinturando a

silhueta.

● Todo o romantismo da saia evasê - peça chave do estilo romântico, a saia evasê é super democrática e valoriza todos os tipos de corpo, das mais magrinhas às mais cheinhas.
Dica da consultora: com seu formato justo na cintura e mais aberto na barra, ela não marca o corpo e, portanto não cria volumes. O modelo é ideal para equilibrar a silhueta.

● A praticidade do vestido – em um dia corrido, nada melhor do que uma peça única que não necessite de outras complementações. Basta colocar um acessório e um calçado com seu estilo e o look estará completíssimo.
Dica da consultora: o repuxado lateral dos babados da barra ajuda a afinar o corpo.

O pesponto abaixo do busto marca a cintura. A manga godê disfarça os braços. E, o mais importante, o escarpin nude com modelagem afilada na ponta gera um efeito de continuidade, que nos faz parecer mais altas.

● Listras? Não é palpite, é ciência, então você pode confiar na surpreendente afirmação: listras horizontais emagrecem!
Dica da consultora: o tom mais escuro nos ombros chama a atenção para essa parte tirando o foco do restante.

● Sensual, por que não? Blusa ciganinha – peças com essa modelagem são curingas, trazendo destaque para os ombros e criando um equilíbrio entre a região e a cintura o que valoriza todo o visual.
Dica da consultora: se a intenção é criar um look para o dia a dia, use a blusa mais soltinha combinando com shorts ou calças mais larguinhos embaixo. Modelos com alça permitem o uso de um sutiã que dê mais sustentação.

Lembre-se: estilo vem em todos os tamanhos. Tudo vai depender do seu tipo de corpo, do seu estilo de vida e da ocasião. O maior erro é insistir em continuar a usar o mesmo numero de manequim que usava antes dos quilinhos a mais. Ou então fazer exatamente ao contrário: usar tudo enorme para esconder essa sua nova fase. É claro que você não vai se acomodar com aquilo que não te faz feliz, mas, se você não está preocupada em emagrecer, não se limite a usar o mesmo tipo de peça. Existe uma infinidade de opções e o efeito na sua silhueta vai depender da modelagem que mais valorize o seu tipo físico.

Gostaram das dicas?
Até a próxima!
Beijos

Veronica Scavone
Consultoria de Moda e imagem
Agosto 2019