Márcia de Araújo, residente em São Paulo/SP, 52 anos, 3 relacionamentos falidos, 2 divórcios, 3 filhos crescidos, aposentada depois de 33 anos trabalhando como bancária. Essa é a descrição de uma Márcia que ela mesma já não reconhece mais...  que já não a serve (exceto a parte dos filhos, que sempre foram sua razão de viver). Agora ela é KASSIADORA,  atriz em formação,  cursando licenciatura em Teatro,  Contralto no Coral Umberto Urban, modelo comercial e Top Loba! Mas foi um longo caminho até aqui... então, vamos conhecer melhor esta mulher extraordinária, que se redescobriu!

Sobre este ensaio magnífico: 

O QUE É BOUDOIR?

-De origem francesa, era usado para designar um tipo de quarto privado das mulheres do século XIV. Era construído separadamente do quarto de dormir e era onde elas se dedicavam aos seus rituais de beleza, arrumavam-se e passavam horas se preparando para seus maridos.

-O ensaio fotográfico boudoir tenta recriar esta atmosfera vintage: romântica e ao mesmo tempo sensual em que os detalhes das joias, rendas e lingeries são mais importantes do que a nudez. Sua técnica visa exteriorizar a sensualidade que toda mulher carrega em si, independentemente da sua idade, manequim ou estado civil.

Fotógrafa: @renatacandido.fotografia

Maquiadora: @thaistrindade.producao

Locação: @villafonttina

Você já deixou algum sonho para trás?

 

Muitos!! Aos 8 anos eu sonhava tocar piano, música sempre mexeu comigo.

 

Aos 13 anos me apaixonei por fotografia. E também por desenho. Vivia desenhando, e sonhava em fazer um curso de fotografia, um de desenho,  outro de pintura.  Sempre gostei de arte. Sonhava em viajar o mundo..  Não realizei nenhum desses sonhos. Nunca sonhei em casar, e acabei casando 3 vezes... 

 

O primeiro casamento foi aos 22 anos, e durou 3 anos. Não tive filhos. Eu pedi o divórcio porque me apaixonei por outro homem. Começou o inferno.

 

Um relacionamento conturbado, opressor, abusivo, um homem 21 anos mais velho, experiente, sedutor e agressivo, que já estava no terceiro "casamento". Foi uma loucura, paixão, me submeti às suas ordens, seus caprichos, humilhações. Ele me fazia acreditar que o seu ciúme era prova de amor,  me colocando diversas vezes em situação de risco de morte.

 

Quando já não estava aguentando mais, voltei para casa dos meus pais, mas ele não se deu por vencido e me seguia todos os dias, até que eu voltei. E engravidei. 

 

Ser mãe naquele momento foi a minha grande transformação.  Daquela mulher insegura e submissa, nasceu uma mulher forte e corajosa. Não era mais uma questão de medo. Ainda tinha medo, mas quando segurei minha filha, no meu colo,  pela primeira vez, eu senti todo o peso do mundo ali nos meus braços e entendi que a partir daquele momento eu tinha que mudar. Eu era responsável por um serzinho totalmente vulnerável, indefeso. Um ano depois, nos separamos,  e nossa filha virou motivo de discórdia, brigas judiciais, ameaças. Nessa época,  com depressão,  fiquei obesa e pensei em suicídio.  Mas minha filha, era o motivo para continuar. 

 

Fiquei sozinha por 6 anos. Só eu e minha filha. Até que reencontrei o meu ex primeiro marido, por ocasião da morte do meu pai.   Estava obesa , sozinha, arrependida. Voltamos e casamos novamente.  Uma loucura. 

 

Ele nunca me perdoou por eu ter pedido o divórcio por causa do relacionamento com o pai da minha filha... no fundo eu sabia que não daria certo de novo, mas tentamos.  Tivemos 2 filhos e o casamento durou 10 anos.  Até  que acabou, porque dessa vez ele me traiu. Não com uma , mas com várias mulheres.... Várias mesmo. 

 

Contei toda essa história  para responder que deixei meus sonhos pra trás porque minha vida foi um turbilhão de acontecimentos surreais, tô contando o resumo do resumo. 

 

Tem gente que pergunta, como foi depois? E essa transformação?? 

 

Me joguei no trabalho. Fui premiada na minha função gerencial , várias vezes. Isso me  deu autoestima.  Desisti de relacionamentos amorosos. Foquei no trabalho. Curti ódio e desprezo pelo ex .  Fiquei anos sem falar com ele, sem falar o nome dele. Até que meus filhos começaram a ter sérios problemas emocionais. Mais uma vez, eles me salvaram. Por eles, engoli o meu orgulho e voltamos a conversar. Por eles e tão somente por eles. Foi incrível!  Hoje conversamos normalmente,  com respeito.  Pelos nossos filhos. Finalmente, me libertei do passado. 

 

 

 

Em 2016 fui presenteada pelo Universo , conheci o Victor, meu namorado e finalmente tenho um relacionamento maduro, companheiro, parceiro, onde o amor, o respeito, a confiança e o apoio mútuo  são a base para que continue a dar certo.  - Victor, eu te amo!! 

 

Me aposentei, comecei a fazer aula de canto, entrei num Coral, voltei para faculdade, agora num curso que realmente me faz feliz, fiz algumas figurações e vários ensaios fotográficos.

 

Esse ano de 2020, tenho um projeto em andamento, que é o meu projeto de vida ...

Você se arrepende de algo em sua vida?

 

Já senti arrependimentos,  mas hoje, sinceramente, não me arrependo de nada.  Tudo que fiz e vivi me fortaleceu para o aqui e agora.

Qual foi a sua maior superação ou a maior conquista?

 

Sobreviver aos 3 casamentos e não enlouquecer. Foram histórias pesadas. 

 

Traições, guarda de filhos, filhos revoltados comigo, brigas na justiça, separação litigiosa, filhos traumatizados , terapia, terapia, terapia... são 20 anos de terapia.

 

Gastei mais com advogados do que recebi de pensão a vida toda. Em todas as separações tive prejuízos, financeiros e emocionais.  Suportei relacionamentos abusivos, sofria, me culpava, acreditava que eu não era boa o suficiente porque não dava conta de casa, trabalho, contas para pagar, faculdade, filhos , marido desempregado que reclamava que eu estava sempre cansada para ele , mãe idosa... até que eu descobri que não existe Mulher Maravilha.  Aliás,  existe na ficção,  o estereótipo da mulher perfeita, que dá conta de tudo, que resolve tudo, que é forte, e ainda tem que ser bonita, gostosa, sensual, fogosa... me poupe!  Sou humana, me canso, preciso de ajuda, não dou  conta de tudo sozinha, e está tudo bem ! 

Quais são seus cuidados de beleza? O que você faz para manter a autoestima em dia?

 

Faço pouca coisa. Coisas básicas apenas, como limpeza de pele com esteticista a cada 3 meses (sim,  devia ser mensal) e manutenção em casa com sabonete líquido facial, água micelar, sérum e filtro solar.  No dia a dia minha maquiagem é bem basiquinha também. Uso primer, corretivo,  base, pó translúcido, para uniformizar a pele,  dou uma corzinha com blush nas maçãs do rosto e também levemente nas pálpebras, como sombra. 

 

Rímel preto e batom cor de boca.  Mas me sinto bonita mesmo, quando tô feliz. Não tem make que resolva quando estou triste ou brava!! Por isso procuro sempre ver o lado bom e positivo das coisas, sentindo gratidão. Sempre funciona! 

 

Já em relação ao corpo, sempre fui sedentária. Hoje aos 52 anos já sinto os efeitos negativos, como falta de resistência, por exemplo .  Não dá para adiar mais, preciso começar urgentemente a me exercitar. 

(Assista ao vídeo de seus cuidados com a pele aqui na série TOPLOBA BEAUTY.)

Como você conheceu o Movimento Top Loba e por que decidiu fazer parte?

 

 

Descobri ao acaso, vi algo no Facebook. Entrei no site, na revista, comecei a ler as histórias, me identifiquei no ato. 

 

A primeira coisa que chamou a atenção foi essa camiseta maravilhosa e empoderada.  É incrível o sucesso que faz! Também me chamou a atenção as campanhas sobre assédio, violência contra a mulher, preconceito etário no mercado de trabalho,  que são assuntos  extremamente relevantes!

 

Me deu uma vontade enorme de compartilhar minhas experiências e fazer parte do Movimento.  Sei que já fui exemplo para amigas que passaram por coisas semelhantes às que passei, e de alguma forma, consegui dar coragem, esperança à elas. Me deram seus depoimentos  pessoais, e são mulheres que eu admiro. Então quando você sabe que pode fazer a diferença ao dar um ombro amigo,  é muito gratificante, sua força dobra de tamanho! 

 

E sei que, se hoje posso ajudar, amanhã pode ser que eu também precise de ajuda.

 

É assim, ninguém solta a mão de ninguém!  #juntassomosmaisfortes 

Você se sentiu encorajada a iniciar algum novo projeto após entrar para o Clube Top Loba?

 

Sim!!!  Dar continuidade aos projetos de arte, teatro e canto.  Vou contar uma novidade, em primeira mão: Fui convidada para ser vocalista de uma Banda de Rock! 

 

São amigos músicos que tocam juntos há anos e estavam sem vocalista. Disseram que passei no teste e já posso contar! 

 

Sou a nova vocalista do "La 5 Dimension'

 

Estou muito feliz, muito mesmo! Foi um presente de Ano Novo! Sou muito grata pela oportunidade. 

 

Escolhemos  o repertório e  estamos em fase inicial de ensaios e acertos técnicos.

Qual conselho você daria para mulheres que se anularam e hoje estão insatisfeitas consigo mesmas?

 

Acreditar que tem jeito pra tudo!  Parar com lamentações. Reprimir todo tipo de negatividade, de vitimismo. Eu sei que parece difícil. E é mesmo. Mas não é impossível. Buscar ajuda, psicológica, médica, tornar-se uma Top Loba. Às  vezes não temos todas as ferramentas naquele momento... Então, comece com quem tem!  

 

Estabelecer metas objetivas e dar o primeiro passo. 

Qual seu maior desejo daqui por diante?

 

Quero cantar!!! Quero fazer diferença na vida das pessoas que me apoiam, que acreditam em mim. Quero expressar com arte, com música, com teatro e assim levar mensagens de amor, paz, liberdade, empoderamento.  Quero meus filhos felizes e com saúde.  Quero viver a minha história de amor maduro, com leveza, paz, confiança, respeito e cumplicidade, fazendo-o feliz , assim como ele me faz feliz. Muito feliz!

 

(Veja o Instagram de Kassiadora aqui

Escreva uma frase que te representa hoje.

"Liberdade e alegria de ser o que se é."

kassiadora-capa.jpg