Maria de Lourdes Zanettini, mais conhecida como Udi, tem 60 anos, é professora aposentada. Uma mulher que se reinventou para não cair no marasmo de uma vida de aposentada. Ao ser questionada sobre seu passatempo, prontamente respondeu: "Acho que não tenho um passatempo, tudo o que faço é sempre com algum sentido, nada para passar o tempo, pois para mim, o tempo é precioso!". Conheça um pouco melhor esta linda catarinense!

Você ja deixou algum sonho para trás?

Quando criança queria fazer balé, mas como “falaram” que eu ficaria muito musculosa (tudo o que eu gostaria hoje rs), comecei a estudar piano com 5 anos e ler partitura. Retornei os estudos depois dos 50, então acredito que ser bailarina ficou pra trás!

Você se arrepende de algo na sua vida?

Eu ia dizer que não, mas fiquei meditando sobre essa pergunta e cheguei a conclusão que a gente fala que não se arrepende mesmo porque não tem volta, então o jeito é reescrever nossos caminhos e aprender com as experiências negativas ou “erradas”. Eu me arrependo de uma série de coisas que fiz e se pudesse voltar atrás faria tudo diferente. Depende de muita coisa e do contexto na época, da falta de maturidade, pois as circunstâncias eram diferentes, porque não tínhamos o discernimento que temos hoje. Se pudéssemos reescrever nossa história, com todo o aprendizado que a vida e a maturidade nos traz, o mundo seria bem melhor!

Qual foi sua maior superação ou maior conquista?

Mesmo sendo mãe aos 20 anos, não desisti de fazer faculdade, mestrado, concurso público e me aposentar, apesar das dificuldades! 

Quais são seus cuidados de beleza? O que você faz para manter a autoestima em dia?

 

Desde adolescente, sou vegetariana e sempre me preocupei com a saúde física, mental e espiritual e isto reflete na nossa beleza... então sempre foi natural para mim... não acho legal sofrer para seguir padrões estéticos. Eu pratico yoga e frequento a academia, também aprendi a velejar de windsurf aos 40 anos!

Como você conheceu o Movimento Top Loba e por que decidiu fazer parte?

Conheci o Movimento Top Loba no Instagram e resolvi comprar a camiseta, mas nem sabia exatamente o que era.

Você se sentiu encorajada a iniciar algum novo projeto após entrar para o Clube Top Loba?

Então quando a Angel me telefono, eu me senti animada em participar, fazer fotos... pois estava meio desencorajada já que tinha assumido os cabelos brancos e muitas pessoas me olhavam de forma reprovável e não incentivavam. À partir daí, me entusiasmei em fazer fotos e encorajar outras mulheres maduras a sentirem-se bonitas, saudáveis, vivas e atuantes!

Qual conselho você daria para mulheres que se anularam e hoje estão insatisfeitas consigo mesmas?

As mulheres que estiverem desanimadas, procurem uma atividade física ou um curso de línguas, algo que seja bem diferente para forçar a mente, meditar também é muito bom. Mas dependendo do problema de cada uma, claro que só yoga, voluntariado e meditação não resolvem. Têm pessoas com problemas realmente muito sérios, que eu não teria como dar conselhos!

Qual seu maior desejo daqui por diante?

Meu desejo é estar bem comigo mesma e contribuir de alguma forma pela melhoria do nosso mundo, mas não sei bem como!
 

Qual a frase que te representa hoje?

Sou uma mulher consciente e livre para fazer ou deixar de fazer...

udi-capa.jpg