Acne em pele madura. O que fazer?

Aí você acorda um dia e olha no espelho e está lá! Uma espinha enorme no seu rosto e você se pergunta? Já passei dos 40 anos e tenho espinhas. Este não é um problema de adolescentes. Como isso é possível. O que fazer?

Saiba que é perfeitamente normal, apesar de ser bem desagradável. É a chamada acne da mulher adulta e têm acontecido com cada vez mais mulheres.

Esse tipo de fenômeno pode se estender pela vida, não cessando com o fim da adolescência e  até mesmo mulheres que nunca sofreram com o problemas podem ser acometidas por ele, geralmente a partir dos 25 anos. A acne em pele um pouco mais madura costuma ser mais comum no queixo, mandíbula e pescoço e pode ser que se intensifique com a aproximação do período menstrual.

Assim  como a que surge na adolescência, a acne da mulher adulta também pode deixar a pele com manchas e marcas, portanto o ideal é que ela seja tratada corretamente.

A acne da mulher adulta pode surgir por alguns motivos. Entendê-los vai permitir identificar o porquê do problema te acometer e possibilita um combate mais efetivo da causa. 

As três principais causas da acne da mulher adulta são:

Genética - O problemas muitas vezes pode ser hereditário, quando a pessoa já possui uma maior predisposição a produção de sebo em maior quantidade. Esse sebo se acumula nos poros, favorecendo o processo inflamatório que causa o aparecimento de espinhas e cravos. Essa característica da pele dificilmente se altera com tempo, por isso é tão normal que o problema se estenda da adolescência para a vida adulta.

 

Hormonal - A segunda causa se dá geralmente por desregulação da produção de testosterona, hormônio masculino que estimula a produção de sebo. A mulher deve ficar bastante atenta a esse sintoma, pois pode indicar problemas de saúde maiores, como a síndrome do ovário policístico e outras desordens endócrinas. Nestes casos o ideal é procurar por um ginecologista ou endocrinologista.

 

Hábitos de vida - Além da predisposição genética e de desregulações hormonais, ainda existe mais um fator que pode desencadear o surgimento de acne na mulher adulta. São os hábitos de vida, que podem influenciar direta ou indiretamente no problema. O estresse é apontado como um dos responsáveis, pois aumenta a produção de cortisol, um hormônio que também é associado à produção de oleosidade da pele.

 

As mulheres também costumam fazer mais uso de cosméticos como cremes e maquiagens a base de óleos, que podem acabar obstruindo os poros e desencadeando a acne, principalmente se a pessoa não realiza uma limpeza adequada e esfoliações regulares.

 

Também é preciso ficar de olho na alimentação. Alguns estudos apontam a ingestão de laticínios como causadora de uma piora nos quadros de acne para pessoas com maior predisposição genética.

Tratamentos e cuidados

Uma rotina de cuidados é essencial, porém precisa ser feita com os produtos adequados para cada tipo de pele, pois caso contrário pode até piorar o quadro de acne da mulher adulta. Portanto, para saber exatamente qual seu tipo de pele e quais os melhores produtos para ela, consulte um médico dermatologista.

Opte por cosméticos livres de óleo na composição e faça sempre a higienização com sabonetes adequados, específicos para a pele do rosto. 

 

O filtro solar é essencial, pois a exposição solar pode piorar o processo inflamatório e provocar manchas. Use produtos com toque seco, mais indicados para peles oleosas e acneicas.

unnamed (1).jpg